Pesquisar no Símbolo do Peixe

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Livro de Rute

Escola Bíblica Dominical
19/04/2009
Professor: Bruno
Edição e montagem: Luciano Ferrari

A história de Rute, ocorrida nos dias tenebrosos e sangrento dos juízes, silencia a respeito da hostilidade e da desconfiança veladas que os dois povos - judeus e moabitas - nutriam um pelo outro. O antigo ataque invasor das tribos israelitas contra as cidades que antes pertenciam a Moabe nunca havia sido esquecido nem perdoado, ao passo que os profetas hebreus denunciavam o orgulho e a arrogância de Moabe ao tentar enfeitiçar, seduzir e oprimir Israel desde os dias de Balaão.

O significado do nome Rute dá a idéia de amizade. Sua ocupação era prendas domésticas e respigadora e foi famosa por seu amor e solicitude para com a sogra, Noemi, por viajar pela fé a uma nova pátria e tornar-se, com Boaz, membro da linhagem de Jesus.

Daniel 2:21-22
"Ele muda as épocas e as estações, destrona reis e os estabelece. Dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos que sabem discernir. Revela coisas profundas e ocultas; conhece o que jaz nas trevas, e a luz habita com ele."

Rute é um livro pequeno, de 4 capítulos e histórias muito profundas. São entre 3 a 6 páginas apenas, dependendo do tamanho e formato da Bíblia. Incentivo todos à lerem este livro.

Morreu Elimeleque, marido de Noemi e inicia-se a primeira privação de Noemi. Ela ficou sozinha com seus dois filihos, Quilion e Malom. Mais tarde morreram seus dois filhos e ela ficou só. A privação de Noemi então é total, não tem marido, nem filhos. Só tem duas noras jovens, sendo ambas estrangeiras e sem filhos.

Em Rute 1.8-11 Vemos que Noemi disse para suas noras voltarem para a casa de suas mães, mas elas choraram muito e não quiseram ir.

Veja o versículo 14 também. Rute teve afeto com sua sogra Noemi. Elas eram de povos diferentes, mas ela estava aberta a dar sequência conforme o verso 16. Inclusive é um texto muito usado em casamentos hoje em dia:

16 - "Rute, porém, respondeu: 'Não insistas comigo que te deixe e não mais te acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares, ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!"

Rute abriu mão de sua cultura e desejos por sua sogra. "O teu Deus será o meu Deus e o teu povo será o meu povo".

Veja a abertura de Rute para a mudança. Nós temos que ter uma vida reta e digna perante Deus para que outros digam o mesmo de nós e desejarem seguir o nosso Deus.

Nomei pediu para não a chamarem mais de Noemi, mas sim de Mara. Porque Noemi significa agradável e Mara significa amarga ("pois o Todo-Poderoso tornou minha vida amarga").

Elas tinham vivido alí 10 anos depois da morte de Elimeleque, onde havia muitas adoração a idolos, mistura de povos, e depois então Noemi voltou com Rute de Moabe para Belém.

E como Deus conhece o coração das pessoas... Rute entrou para a história e linhagem de Jesus. Era foi a bisavó de Davi. Como Deus age...

No capítulo 2 de Rute, vemos que quando faziam colheitas das espigas, os pobres podiam pegar os milhos que caiam pelo caminho (verso 7). E Rute pediu permissão para isso.

Aparece então a figura de Boaz que era da família dela (sem ela saber) e ele era de um caráter explêndido e agia com grande fidelidade.

O povo a qual Rute pertencia cometiam incesto, e atrapalhavam muito Israel. Tem uma maldição sobre eles e essa é uma determinação de Deus. É como a mulher que pede à Jesus que cure o seu filho e Jesus a compara com um cachorro. E ela diz que até os cahorrinhos, onde como ele vai priorizá-la em detrimento do povo escolhido por Deus? E a mulher responde com humildade que até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa. Deus é "embaçado" e coloca justamente Rute, essa mulher e ainda se torna parte da genealogia de Jesus [cometário de José Aparecido durante a aula];

Segue algumas características de Rute:

Companheira, amiga (Noemi não era apenas uma sogra para ela), testemunho (mudança de vida), humilde (colhia das sobras dos milhos na fazenda de Boaz) e submissa conforme capítulo 3.

Esse é nosso Deus maravilhoso! É Ele quem faz todas as coisas. Ele conhecia Rute. Sabia o que ia acontecer com ela. Colocou Rute para ir buscar espiga na fazenda de Boaz, o qual ela não conhecia nem sabia mas era parente próximo dela. Boaz tinha dinheiro, terras e era temente a Deus. Fez coisas que não se vê mais hoje em dia. Não deixou os trabalhadores abusar dela, não se deitou com ela quando teve oportunidade, foi honesto e procurou fazer tudo da forma certa, sem encobrir fatos (leia a cerca do remidor em Rute cap 4).

Depois de tudo resolvido com as heranças, com o remidor/resgatador, aí sim ele se casa com Rute, e Deus lhes concede um filho que se chamou Obede, que gerou a Jessé, pai de Davi.

Deus age de forma muito especial, que excede todo nosso entendimento. Por causa do coração de Rute. Boaz também esperou o momento certo, foi temente a Deus.

Bruno estava em Osasco e viu uns adolescentes indo à uma danceteria e ficou triste em saber que já cedo, eles estariam alí num ambiente como aquele.

Que nós possamos seguir exemplos de Boaz e Rute. Porque assim Deus se alegrará conosco e poderemos fazer diferença na vida de outras pessoas.

Um comentário:

Elisangela H Ferrari disse...

Ótima idéia!!Parabéns.